Porto santista movimentou 64,5 milhões de toneladas em 6 meses

Cerca de 64,5 milhões de toneladas foram movimentadas no Porto de Santos durante o primeiro semestre de 2018. Essa marca supera em 1,5 milhão de tonelada o total do primeiro semestre de 2017. Entre embarques e desembarques, o porto cresceu 5,6%, apesar do desempenho inferior de junho em relação ao de 2017. Essa baixa aconteceu pela queda de cerca de 4% nos embarques, ainda influenciado pelos reflexos da greve dos caminhoneiros. Após os bons resultados, é esperado que, até o final do ano, o complexo portuário movimente 133,3 milhões de toneladas. O que representará um aumento de 2,7% em relação ao ano passado.

Os embarques de milho, com alta de 55,2%, foram os destaques durante o primeiro semestre do ano e alavancaram resultados. Seguidos pela celulose (40,7%) e sucos cítricos (35,2%). Apesar de uma alta de apenas 10,4%, as exportações de soja tiveram representatividade de quase 20 milhões de toneladas, alavancando os números. Nas operações de descarga, as cargas de fosfato de cálcio (47 %), soda cáustica (35,2%) e amônia (29,4 por cento) tiveram maior relevância na balança comercial.

Cerca de 2 milhões de TEUS (medida padrão de um contêiner de 20 pés) foram movimentados no Porto de Santos. Isso durante o primeiro semestre de 2018, um aumento de 11,8% em relação ao ano anterior. Quase 22 milhões de toneladas de carga operadas, mesmo com a queda de 8,5% do movimento de contêineres, em comparação a junho de 2017. De acordo com a Companhia Docas do Estado de São Paulo (CODESP) são 11 meses de crescimento graças às condições do calado que vem sendo mantidas pela dragagem, propiciando a navegação de navios de maior porte no complexo santista.

Balança comercial

Com o crescimento apresentado durante o semestre, Santos passa a representar 27,7% na balança comercial. As exportações representaram 26,7% do total, equivalente a US$ 30,2 bilhões. As importações chegaram a US$ 23,9 bilhões, com 29,2% de participação. A participação de Santos atinge 36,4% levando em conta apenas as trocas comerciais utilizando o sistema portuário.

Com estes números, Porto de Santos bateu recorde de movimentação de cargas no primeiro semestre. “Ver o maior porto do país registrando números tão expressivos, nos mostra que o comércio exterior brasileiro está crescendo. E ainda tem muito potencial a ser explorado. Com os investimentos corretos e empresas preocupadas com o setor, este mercado pode ser ainda mais representativo em nossa economia”. Quem afirma é a Asia Shipping, multinacional referência no transporte de cargas.

Fonte: Portos e Navios

Equipe LMX

Veja também:

O que é logística sustentável?