Entenda o que acontece dentro de um processo logístico de uma empresa e qual a sua importância

Para entender o processo logístico, é preciso compreender o que significa logística. Este termo é muito usado em conversas e reuniões de empresas, mas o que é logística de fato?

A palavra tem origem grega e também do francês “logistique”, ela se associa com álgebra e lógica matemática. Em uma tradução livre, significa planejamento e realização de vários projetos.

A palavra ficou muito popular durante a guerra, como uma área do exército que cuidava do planejamento de processos importantes. Como, por exemplo, armazenamento, distribuição e manutenção de itens. Essa área manuseava itens como armas, alimentos, roupas e também remédios. A sua principal função era garantir que eles estivessem prontos para utilização no local e no momento de necessidade.

Ou seja, como não dá para produzir um produto na hora e local em que precisa ser consumido, é preciso se armazenar as mercadorias produzidas e transportá-las. A logística é a área que cuida para que estes produtos estejam disponíveis no local de consumo ao menor custo possível.

O processo logístico é essencial para o funcionamento harmonioso de qualquer negócio. Se não há quem compre e controle a matéria-prima necessária para a produção de um item, como serão produzidos os produtos e materiais que a empresa leva para o mercado? E se não há quem cuide dessa distribuição e do transporte, como o produto poderá chegar às mãos do consumidor final?

Etapas do processo logístico

1)      Administração de materiais e recursos

É a etapa em que se faz um levanta de forma precisa e detalhada as necessidades de cada área da empresa. Ou seja: tudo o que é preciso para que a produção seja feita e distribuída.

É fundamental que os estoques estejam organizados e preenchidos de acordo com as demandas que surgirem. Assim, não existe o risco de faltar ou sobrar produtos.

2)      Armazenamento

Esse processo consiste em métodos e técnicas de proteção, conservação e controle de todos os produtos disponíveis em estoque para uma possível distribuição.

Depois de prontos, os produtos e mercadorias são guardados nos chamados centros de distribuição até serem transportados para os compradores e compartilhados no mercado.

3)      Distribuição

Etapa ligada ao transporte dos produtos finais e aos métodos, sistemas e equipamentos utilizados. Além dos prazos de saída e entrega das mercadorias para o consumidor.

4)      Administração de compras

Esta etapa é ligada a tudo que será preciso comprar para que os materiais sejam produzidos de forma efetiva e no tempo determinado. Isso inclui a escolha dos melhores fornecedores, tipos de matéria-prima, quantidades, orçamentos e preços.

5)      Transporte

Agora, é a hora de escolher o meio de transporte ideal para a distribuição das mercadorias, dos profissionais responsáveis, do controle e prazos de entrega. Tudo deve ser entregue de forma segura e com total qualidade que o consumidor almeja.

Aqui na LMX, além de todas essas etapas citadas acima, também contamos com a etapa da logística reversa. A Logística Reversa de caráter sustentável surgiu com o intuito de viabilizar a coleta e a restituição dos resíduos sólidos ao setor empresarial através de um conjunto de ações para reciclá-los ou reutilizá-los.

É um processo que se dá também com a coleta de produtos devolvidos por diversos fatores. Como, por exemplo, devolução por troca, garantia, avarias, erro no processamento de pedido, entre outros.

A LMX tem em vista a criação de campanhas de educação para um consumo consciente. Além de uma fiscalização dos processos da logística reversa. Assim sendo uma constante preocupação para a empresa e seus colaboradores.

Equipe LMX

 Veja também: 

Porto de Imbituba cresce 14% no primeiro semestre